Instalando o Hyper-v em Failover cluster – Parte I

Ola,

Hoje vou iniciar uma series de post de como instalar um Failover Cluster.
Nessa seria vou demonstrar:

  • Pré requisitos do Cluster
  • Configuração do ambiente
  • Instalação do cluster
  • Configuração do cluster e Live Migration

Pré requisitos do Cluster

Para usar a função Hyper-V em um cluster failover com dois nós, é preciso hardware, software, contas e infra-estrutura de rede descritos abaixo:

Os requisitos de hardware para o Hyper-V

O Hyper-V exige um processador baseado em x64, a virtualização assistida por hardware, e hardware-enforced Data Execution Prevention (DEP). Especificamente, você deve habilitar o bit Intel😄 (Execute Disable Bit) ou bit AMD NX (sem bit para executar). Você pode identificar os sistemas que suportam a arquitetura x64 e Hyper-V pesquisando no catálogo do Windows Server. O catálogo do Windows Server está disponível no site da Microsoft.

Para criar um Failover cluster de dois nós é necessrio o seguinte hardware:

Servidores

A Microsoft recomenda que utilize um conjunto de computadores correspondentes que contêm as mesmas características ou similar.

A Microsoft apoia uma solução de cluster de failover somente se todos os recursos de hardware são marcados como “Certificado para o Windows Server 2008 R2.” Além disso, a configuração completa (servidores, rede e armazenamento) deve passar todos os testes na validar um assistente de configuração, que está incluído no Failover Cluster Manager snap-in.

Adaptadores de rede

O hardware de rede, assim como outras características da solução de cluster de failover, deve ser marcado como “Certified for Windows Server 2008 R2.” Se você usar iSCSI, os adaptadores de rede devem ser dedicados a rede de comunicação ou iSCSI, não ambos.

Na infraestrutura de rede que conecta os nós do cluster, evite ter pontos únicos de falha. Existem várias maneiras de conseguir isso. Você pode conectar seus nós de cluster por várias redes distintas. Alternativamente, você pode conectar seus nós de cluster com uma rede que é construída com adaptadores de rede emparelhados, comutadores redundantes, roteadores redundantes ou hardware similar que remova pontos únicos de falha.

Se conectar os nós de cluster com uma única rede, a rede vai passar o requisito de redundância do Assistente para Validar Configuração. No entanto, o relatório do assistente incluirá uma advertência de que a rede não deve ter pontos únicos de falha.

Controladores de dispositivo ou adaptadores apropriados para o armazenamento:

Serial Attached SCSI ou Fibre Channel: Se você estiver usando um Serial Attached SCSI ou Fibre Channel, em todos os servidores em cluster, os controladores de dispositivo de armazenamento em massa que são dedicados ao armazenamento de cluster devem ser idênticos. Eles também devem usar a mesma versão de firmware.

iSCSI: Se você estiver usando iSCSI, cada servidor em cluster deve ter um ou mais adaptadores de rede ou adaptadores de barramento de host dedicados ao armazenamento de cluster. A rede que você usa para iSCSI não pode ser usado para comunicação em rede. Em todos os servidores em cluster, os adaptadores de rede que você usa para se conectar ao destino de armazenamento iSCSI devem ser idênticos, e nós recomendamos que você use Gigabit Ethernet ou um adaptador de rede mais rápida.

 

Requisitos de software para usar o Hyper-V

A seguir estão os requisitos de software para usar o Hyper-V em Failover cluster:

  • Todos os servidores em um cluster de failover deve executar a versão baseada em x64 ou a versão com arquitetura Itanium do Windows Server 2008 R2 (nós dentro de um único cluster de failover não é possível executar diferentes versões).
  • Todos os servidores devem ter a mesmas atualizações de software (patches) e service packs.
  • Windows Server 2008 R2 Enterprise ou Windows Server 2008 R2 Datacenter deve ser utilizado para os computadores físicos. Esses servidores devem executar a mesma versão do Windows Server 2008 R2, incluindo o mesmo tipo de instalação. Ou seja, ambos os servidores deve ser uma instalação completa ou uma instalação Server Core.

Infraestrutura de rede e requisitos de conta de domínio para um cluster de dois nós:

Configurações de rede e endereços IP

Quando usar adaptadores de rede idênticos para uma rede, use também configurações de comunicação idênticas nesses adaptadores (por exemplo, velocidade, modo duplex, Flow Control e Media Type). Além disso, comparar as configurações entre o adaptador de rede, e a conexão do switch e certifique-se que nenhuma configuração está em conflito.

Se tiver redes privadas que não são encaminhadas para o resto de sua infra-estrutura de rede, certifique-se que cada uma destas redes privadas usa uma sub-rede exclusiva. Isso é necessário mesmo quando cada adaptador de rede tem um endereço IP único. Por exemplo, se tem um nó de cluster em um escritório central que usa uma rede física, e outro nó em uma filial que usa uma rede física separada, não especifique 10.0.0.0/24 para ambas as redes, mesmo que você dê a cada adaptador de rede um endereço IP único.

DNS

Os servidores do cluster devem estar usando o Domain Name System (DNS) para resolução de nomes. O protocolo de atualização dinâmica de DNS pode ser usado.

Domínio

Todos os servidores do cluster devem estar no mesmo domínio do Active Directory. Como melhor prática, todos os servidores em cluster devem ter a mesma função de domínio (servidor membro ou controlador de domínio). O papel recomendado é servidor membro.

Controlador de domínio

É recomendável que os servidores em cluster sejam servidores membro. Se eles forem controlador de dominio, você precisa de um servidor adicional que atua como o controlador de domínio no domínio que contém o cluster de failover.

Clientes

Conforme necessário, pode ser conectado um ou mais clientes de rede para o cluster criado, e observe o efeito em um cliente quando move ou falha a alta disponibilidade da máquina virtual a partir de um nó de cluster para o outro.

Conta para administrar o cluster

Quando você cria um cluster ou adiciona servidores, você deve estar conectado ao domínio com uma conta que tenha direitos e permissões de administrador em todos os servidores desse cluster. A conta não precisa ser uma conta Admins, mas pode ser uma conta Usuários do Domínio que está no grupo Administradores em cada servidor em cluster. Além disso, se a conta não é uma conta Admins, a conta (ou o grupo que a conta é membro) deve ser dada a permissão Criar objetos de computador no domínio.

Limitações para o uso do Hyper-V

As limitações específicas para usar o Hyper-V e o recurso de failover clustering são:

  • Um número máximo de 16 nós do cluster de failover são permitidos.
  • Para cada nó no cluster, pode ter um número máximo de 64 máquinas virtuais para a virtualização do computador servidor. Quando o Hyper-V é usado em conjunto com o Virtual Desktop Infrastructure (VDI) para a virtualização do computador cliente, você pode ter um máximo de 64 VDI (Windows XP / Windows Vista ® / Windows ® 7) as máquinas virtuais para cada nó no cluster.
  • O número de máquinas virtuais permitido para cada nó não muda, independentemente do tamanho do cluster.

No proximo post vou demonstrar as configurações do ambiente em Cluster.

Até a próxima,
[]’s
Aurélio Alves
https://aurelioalves.wordpress.com/

Sobre Aurelio Alves

Certificado Microsoft em Windows Vista, Windows 7, BDD, MDOP, SCCM, SCVMM, Windows Server 2003, Windows Server 2008. MCP, MCSA,MCITP e MCTS. Com 6 anos de experiência na área de Tecnologia da Informação trabalho como consultor especialista em tecnologias Microsoft focado em gerenciamento e virtualização, atuando diretamente com a família System Center, MDOP e Hyper-V.
Esse post foi publicado em Cluster, Hyper-V e marcado , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Instalando o Hyper-v em Failover cluster – Parte I

  1. Pingback: Instalando o Hyper-v em Failover cluster – Parte II | || AurelioAlves ||

  2. Valdir Machado disse:

    Boa Noite!
    Estou tendo problemas com a migração de máquinas virtuais, as vezes migra, as vezes não migra, os dois nós 2008R2 são controladores de domínio, DNS e DHCP, preciso criar um terceiro controlador para não ter problemas? Este terceiro pode ser virtual?
    Obrigado pela atenção.

  3. Bruno Cruz disse:

    Aurélio, muito bom material! Aliás no assunto sobre cluster não material melhor na internet! Parabéns !! a partir de hoje vou acessar seu blog diariamente!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s